PM prende autor de homicídio ocorrido na zona rural de Diogo de Vasconcelos

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Motivo do crime seria uma dívida no valor de R$400,00.

A Polícia Militar foi acionada no último dia 21, por volta de 10h, em Boa Vista, Povoado de Diogo de Vasconcelos, devido a uma briga que estaria acontecendo, estando um dos envolvimentos em posse de uma faca.

Policiais foram à residência do homem, de 33 anos, que se encontrava com sinais de embriaguez e com marcas de sangue nas mãos e no rosto. Ele foi levado para a Unidade de Saúde de Diogo de Vasconcelos. Durante o atendimento, policiais receberam informações de que havia um corpo sem sinais vitais, em uma mata, próximo ao local da briga. Os militares, então, foram ao local informado, onde estava a vítima, já sem vida, onde foi acionada a perícia. Em diligências, a vítima foi identificada, tratando-se de um senhor de 65 anos, que de acordo com relatos das testemunhas havia brigado com o homem de 33 anos. Este foi novamente questionado, afirmando que teria brigado com a vítima e desferido golpes de faca contra o mesmo, devido a uma dívida em dinheiro, no valor de R$400,00 (quatrocentos reais).

Policiais militares fizeram buscas na residência do autor, na tentativa de encontrar a faca utilizada no crime, onde encontraram 1 (uma) calça de cor azul e 1 (um) par de botas, molhadas e sujas de barro e que, segundo testemunha, pertenciam à vítima. A perícia apreendeu no imóvel, peças de roupa com manchas de sangue.

Durante diligências, duas testemunhas afirmaram terem avistado o autor no local do crime. E outra testemunha afirmou ter visto o autor agredindo a vítima, quando gritou para que ele parasse, mas o autor prosseguiu, desferindo golpes de faca na vítima. Ele então se afastou correndo, para procurar socorro e acionou a Polícia Militar. O autor foi preso e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Mariana, junto ao material apreendido pela Polícia Militar, para serem tomadas as demais providências.