Construção do Parque do Cruzeiro tem previsão de entrega em 8 meses

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Para a implementação do parque, foram realizados diversos procedimentos nos últimos anos.

A cidade de Mariana será contemplada com a construção da sede do Parque Municipal da Estância Ecológica do Cruzeiro. As obras da área de proteção ambiental, que será localizada entre o Bairro Cruzeiro do Sul e o centro histórico, serão iniciadas e possuem previsão de 8 meses de duração. Com um investimento de mais de R$ 2,5 milhões, a unidade de preservação atende aos anseios da população marianense e potencializa o turismo ecológico, por meio de um ambiente de lazer de qualidade com propósitos culturais, paisagísticos e de turismo. 

A homologação da criação do Parque do Cruzeiro foi realizada por meio da Lei 1.957/2005 e o projeto arquitetônico foi aprovado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Para a implementação do parque, foram realizados diversos procedimentos nos últimos anos, entre eles a Regularização Fundiária, o Cadastro Nacional de Unidades de Conservação no Ministério do Meio Ambiente e o Plano de Manejo. 

O Parque do Cruzeiro, que possui uma área total de 275.785,04 metros quadrados, está localizado em uma parte de terreno dentro do perímetro histórico tombado de Mariana, que é de propriedade da Prefeitura Municipal, e em outra que compete à Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). O local abrange ainda edificações religiosas do Século XVIII, da Arquidiocese de Mariana. 

O ponto turístico promoverá ações e infraestrutura que valorizam o lazer, com impactos mínimos na paisagem. Serão construídos auditório, observatório astronômico, mapa dos monumentos, cafeteria e teatro aberto. Além disso, o ambiente contará com área arborizada, amplos espaços de convivência, mirante com vista para a cidade, pista de pouso livre, sanitários e bebedouros. 

A arquiteta Anna Grammont, responsável pelo projeto arquitetônico do Parque do Cruzeiro, pontuou a importância da unidade de preservação para o município. “Em parceria com o IPHAN, buscamos uma proposta arquitetônica que impactasse o mínimo possível na paisagem e que ao mesmo tempo estimulasse o uso da área com o lazer para a população de Mariana”, afirmou. 

A função de conselho do Parque do Cruzeiro compete ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental – CODEMA e o Órgão Gestor da área será a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que terá base no local. Além desta, entre as demais unidades de instituições que serão estabelecidas no parque estão a Polícia Militar Ambiental, o Instituto Estadual de Florestas e também a Sede dos Escoteiros de Mariana.