CPI: Empresas investigadas continuam prestando serviços à prefeitura

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Empresas receberam por obras que não foram realizadas e segundo Marcelo, continuam a prestar serviços ao executivo.

O vereador Marcelo Macedo esteve na redação do Jornal e TV Ponto Final para uma entrevista referente a CPI que investiga possíveis irregularidades nas reformas e construções de Mariana das empresas Israel e GMP. Marcelo falou sobre o sentimento pelo qual conduz os questionamentos e atribuiu sua indignação ao fato de querer o bem da cidade como um todo. “Na minha postura, tem hora que o sentimento fala mais alto, eu sou marianense e quero o bem da cidade e muitas das vezes vai surgindo fatos novos a cada depoimento que me deixa indignado” explicou.

O edil é enfático e diz não se tratar de irregularidades e sim de crimes cometidos em Mariana. “Não se fala mais em irregularidade, são crimes cometidos, como obras que não existem. Uma obra em Magalhães que foi paga R$150 mil para a empresa Israel e que foi feito um telhado. Cadê o restante da obra executada que foi paga? Não existe a obra. E são tantas outras. A rodoviária foi reformada, vai lá ver o estado da rodoviária e a Israel recebeu o recurso da rodoviária, R$105mil reais e cadê a obra?” questionou Macedo.

Sobre os contratos investigados Marcelo afirma que as duas empresas continuam prestando serviços para a prefeitura de Mariana. “Os dois contratos são do governo de Duarte mas continuam prestando serviço para a prefeitura, continua com o mesmo contrato”.

A redação do Jornal Ponto Final enviou à prefeitura perguntas referentes à declaração do edil Marcelo sobre a vigência dos contratos, e a prefeitura, através do departamento de comunicação respondeu que “o prefeito Juliano Duarte não irá se manifestar sobre CPI”.

A entrevista encontra-se na íntegra no Facebook do Jornal Ponto Final, acesse e confira.