Influenza: após doses esgotadas, Mariana recebe 3.300 unidades extras do imunizante

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

A vacina trivalente é composta por duas cepas de vírus A e uma cepa de vírus B.

A cidade de Mariana recebeu nos últimos dias 3.300 novas doses da vacina contra influenza que em entrevista ao Jornal Ponto Final, o secretário de saúde, Danilo Brito, explicou que não seria possível abrir o público prioritário a partir de 6 meses devido a grande quantidade de pessoas que ainda não se vacinaram. “Com essas doses recebidas, serão abertas para esse público prioritário, que é o que já tem no PNI. Não vamos abrir a vacinação a partir de seis meses porque é uma população gigantesca. Vai ter quase 15 mil pessoas na fila para 3mil doses, não faz sentido. Então vamos fazer uma repescagem e voltar nesses grupos prioritários, até porque muita gente que naquele momento aguardou a vacina da covid, não imunizou contra a gripe e hoje já estão imunizados contra o coronavírus. Será uma espécie de repescagem do Dia D” explicou Danilo.

Quanto ao término das vacinas o secretário explicou que foi aberta nova campanha devido ao baixo número de pessoas que se vacinaram contra a gripe influenza e que decreto partiu do Ministério da Saúde do Estado. “O município tem que fazer sua parte, mas a população também tem que fazer a parte dela. O Ministério da Saúde tomou esse posicionamento de fazer a imunização acima de seis meses, porque o público vacinado não atingiu nem 40% do público estimado, porque as pessoas estavam escolhendo tomar a vacina da covid por causa do prazo estipulado entre uma e outra, acima de 15 dias, foi o que aconteceu com esse público. Aí veio uma nota do Ministério da Saúde, porque todas as vacinas vem do Ministério, o município não possui nenhuma intervenção quanto a isso, e nesse caso eles liberaram acima de seis meses e com isso acabaram com os estoques. Foi liberado, mas não foi pensado que não iria conseguir fazer a imunização de todos, isso realmente aconteceu. Foi enviada uma nota pra gente falando que já não teriam mais doses e após uma semana dessa nota enviada, disseram que seriam disponibilizadas 3mil doses para Mariana. Essas doses serão abertas para esse público prioritário que é o que já tem no PNI, não vamos abrir a vacinação a partir de seis meses porque é uma população gigantesca e não atenderia a toda a população”, finalizou Danilo.

A vacina influenza trivalente é indicada para a profilaxia (prevenção) da influenza (gripe). A vacina é recomendada para crianças com idade igual ou superior a 6 (seis) meses e adultos sem limite de idade, principalmente para aqueles com risco aumentado de complicações associadas à influenza.

Sua formulação muda anualmente de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e contém proteínas de diferentes cepas do vírus Influenza. A vacina trivalente é composta por duas cepas de vírus A e uma cepa de vírus B, e vacina quadrivalente, com duas cepas de vírus A e duas cepas de vírus B.