Governador de MG, classifica como ‘equívoco’ nomeação de general como ministro da Saúde

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Eu, como gestor, nunca colocaria alguém para cuidar da Saúde que não fosse da área de saúde.

Belo Horizonte_MG, 08 de novembro de 2018 Retrato doe Romeu Zema, Governador eleito de Minas Gerais pelo Partido Novo. FOTO: JOAO MARCOS ROSA/NITRO

O governador Romeu Zema (Novo) classificou como “equívoco” a nomeação de um general para o cargo de ministro da Saúde. Em entrevista ao Café com Política nesta quarta-feira (7), Zema afirmou que, em junho, o Estado recebeu mais doses de vacina que o previsto e que o diálogo do governo com o Ministério da Saúde melhorou desde que Marcelo Queiroga assumiu a pasta.

.

“Eu, como gestor, nunca colocaria alguém para cuidar da Saúde que não fosse da área de saúde. Quem sabe cuidar de saúde é médico, quem sabe arrumar carro não sou eu, é mecânico”, exemplificou. 

.

“Melhorou muito (o diálogo entre governo e Ministério da Saúde), sim, porque nós não precisamos de um general à frente da saúde, com todo respeito à capacidade do ex-ministro (Pazuello), mas, sim, de alguém que tem uma visão da área de saúde. Do meu ponto de vista, foi um equívoco nós termos tido alguém de uma área alheia à frente do Ministério da Saúde”, explicou.

.

Fonte: https://www.otempo.com.br/politica/zema-classifica-como-equivoco-nomeacao-de-general-como-ministro-da-saude-1.2509424