Mais de 30% da população marianenses já recebeu a vacina contra a covid-19

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Aplicações com os rendimentos das doses que restam em frascos é o principal motivo pelo qual, o vacinômetro já excedeu o quantitativo de doses recebidas em relação às aplicadas.

Compreender melhor o funcionamento do sistema imunológico é a chave para combater a pandemia. Sabe-se que a resposta primária do corpo, diante de um antígeno novo, demora alguns dias. Enquanto somos infectados e ficamos doentes, são geradas células de memória, que armazenam a informação de como combater, no caso, o vírus. A resposta secundária, então, é muito mais rápida e efetiva com a ativação dessas células de memória, que é o princípio básico de funcionamento da vacina.

Já se sabe que a única forma de combater o número expressivo de óbitos em massa decorrente dos estragos causados pelos vírus é com imunização também em massa e a informação é veículo primordial para que essa imunização ocorra. Dessa forma a prefeitura de Mariana, através de suas redes sociais, mantem um canal direito com a população com informativos atualizados semanalmente sobre casos confirmados, casos liberados, óbitos e quantitativo de doses de vacinas aplicadas.

Na última atualização, em 18 de junho, Mariana contava com 18.408 doses de vacinas aplicadas para a primeira dose e 6.002 aplicações completas (segunda dose aplicada), totalizando em 24.410 de pessoas com o processo de imunização iniciado.            

Profissionais da área da saúde já se encontram com 94% da classe com a segunda dose aplicada. Os profissionais da educação já se encontram com a primeira dose da vacina efetuada assim como portadores de comorbidades já possui 81% com a imunização em primeira dose concluída. Com todas as somatórias entre primeira e segunda dose, a cidade de Mariana já conta com 30,68% da população com pelo menos a primeira dose iniciada.