Estado de calamidade em Minas pode ser prorrogado até dezembro

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Zema enviou pedido à Assembleia Legislativa. Inicialmente, medida se encerra no dia 30 de junho.

O governo de Minas Gerais informou que deseja prorrogar, até o dia 31 de dezembro, o estado de calamidade pública em função da pandemia da Covid-19. No último dia 16, o governador Romeu Zema (Novo) enviou um pedido para deliberação sobre o tema na Assembleia Legislativa.

No texto, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) aponta que os índices de contaminação pela doença continuam crescentes, embora em proporções diferentes pelas diversas regiões de Minas Gerais.

O decreto ressalta a extensão do território do Estado, o que “exige medidas específicas de combate à pandemia, já que Minas apresenta realidades sociais, econômicas e estruturais muito distintas”. Também cita a mobilidade de pessoas e de cargas como um possível agravante para a disseminação da doença. “Somado a esses fatores, a estação de inverno revela-se período naturalmente suscetível para a expansão e o aumento da gravidade das doenças respiratórias em diversas faixas de idades e comorbidades”, completa o texto.

O estado de calamidade em função da pandemia da Covid-19 foi decretado incialmente em março de 2020 com prazo até 31 de dezembro de 2020. Depois, foi prorrogado para 30 de junho de 2021.