Câmara solicita reinstalação do SENAI em Ouro Preto

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

O SENAI teve um papel substancial em Ouro Preto, consolidando o desenvolvimento econômico da cidade.

Durante a 42ª Reunião Ordinária da Câmara de Ouro Preto foi aprovada a Indicação Nº 345/2021, de autoria do vereador Vander Leitoa (Solidariedade), solicitando providências para fomentar e retomar a reinstalação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) em Ouro Preto.

Segundo o vereador autor, o SENAI, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), teve um papel substancial em Ouro Preto, consolidando o desenvolvimento econômico da cidade por meio da formação de novos profissionais. 

Para Vander, a presente indicação, encaminhada ao Prefeito Municipal, possui caráter de urgência, considerando a necessidade de se pensar no pós-pandemia, pois o SENAI possui a capacidade de formar novos trabalhadores que serão capazes de desenvolver diversos setores da indústria. “Gostaríamos que o Poder Executivo desse atenção a esse pedido, pois ele é muito importante para o povo. Nós temos duas das maiores mineradoras do mundo instaladas no nosso município. Com a volta do SENAI, vários projetos poderão ser pensados em prol de Ouro Preto”, apontou.

De acordo com o vereador Zé do Binga (PV), como um dos maiores problemas do município é a falta de emprego, o retorno dos programas de capacitação do SENAI representaria uma solução para grande parte das demandas econômicas. “Grande parte da nossa juventude quer aprender, e, com o SENAI, ela já sai do curso empregada, pronta para trabalhar. Esse retorno é muito importante para ajudar nossos jovens”, destacou.

O vereador Alessandro Sandrinho (Republicanos) também ressaltou a alta demanda por emprego no município, evidenciando a ausência do Projeto Jovens de Ouro, que, igualmente, prejudica o desenvolvimento e a capacitação profissional da juventude.             Já o vereador Matheus Pacheco (PV) evidenciou a questão da profissionalização como forma de se criar oportunidades para os jovens. “O SENAI era uma das grandes portas para a incrementação do currículo, com cursos voltados para a questão industrial. Havia uma demanda muito grande na cidade, principalmente na sede, com a participação da Alcan e da Novelis. Esperamos muito que isso retorne, com coerência e responsabilidade, para que possam ser gerados mais empregos”, disse.