UFMG promove Escola de Inverno sobre educação em direitos humanos

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Curso virtual e gratuito com abordagem multidisciplinar recebe inscrições até 30 de junho.

Propor reflexões profundas acerca dos princípios, valores e aspectos que marcam os direitos humanos no Brasil, América Latina e no mundo. Esse é o principal objetivo da Escola de Inverno – Educação em Direitos Humanos, que será oferecida pela a UFMG e a Cátedra Aberta de Direitos Humanos da Associação das Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM). As inscrições podem ser realizadas gratuitamente até 30 de junho. Os interessados devem preencher formulário em português ou em espanhol

O curso será realizado de forma virtual, de 30 de junho a 1° de agosto, com encontros às quartas-feiras, das 17h às 19h, pelo canal da Pró-reitoria de Extensão da UFMG no YouTube.  

A formação é aberta a todos os interessados, em especial estudantes de graduação e pós-graduação, docentes e técnicos de universidades, profissionais e gestores de políticas públicas, professores da educação básica e participantes de organizações governamentais e não governamentais. 

As aulas serão ministradas por docentes de 12 universidades vinculadas à Cátedra da AUGM: UFMG, UFG, Unicamp, UFPR (Brasil); Universidad de Chile (Chile); Universidad Maior de San Andrés (Bolívia), UDELAR (Uruguai); Universidad Nacional del Litoral, Universidad Nacional de Quilmes, Universidad Nacional del Sur, Universidad Nacional de Mar del Plata (Argentina) e Universidad Nacional de Itapua (Paraguai). 

A carga horária é de 30 horas/aula. Haverá emissão de certificados pela UFMG para os participantes que realizarem 75% das atividades. 

Escola de Inverno – Educação em Direitos Humanos visa promover a formação em direitos humanos por meio de uma abordagem multidisciplinar e de seus aspectos históricos, políticos, sociais, educacionais, jurídicos, subjetivos e culturais. 

Cada encontro contará com um mediador (representante da Cátedra), dois docentes e um técnico. Em suas exposições, os docentes vão articular teoria e prática e abordarão os seguintes temas:

– Educação para os direitos humanos na América Latina

– Imigração, refúgio e direitos humanos

– Educação para a igualdade de gênero

– Direitos Humanos e População LGBTQI+

– Violência Institucional

– Educação para a Igualdade Racial

– Direitos da terra e de humanos: Conexões necessárias

– Divulgação científica, desinformação e direitos humanos

– Pandemia, saúde e direitos humanos

– Direitos Humanos: construção coletiva e em rede no campus Pampulha. O curso inaugurou as ações da Cátedra para fomentar a discussão sobre a dignidade humana no Brasil e na América Latina.